A diversidade no cotidiano da universidade

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Admin em Qua Maio 24, 2017 7:58 pm

Procure conversar com seus colegas das outras salas sobre as expectativas e as necessidades deles em relação à universidade e relate o que você encontrou. Tente perceber se há diferentes expectativas e dificuldades em função do perfil dos alunos. Por exemplo, entre os alunos do diurno e do noturno, entre os que vem de outra cidade e os que são de São Paulo ou Guarulhos, entre os alunos estrangeiros, entre as mulheres e os homens, entre os que se definem como negros, como gays etc.

Admin
Admin

Mensagens : 5
Data de inscrição : 18/04/2017

Ver perfil do usuário http://acho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Leonardo Giraldi em Qui Maio 25, 2017 9:10 pm

Na semana de recepção todas essas questões são facilmente percebidas, pois ocorre uma troca de experiências muito bacana entre os ingressantes que em sua maioria se misturam com pessoas de diversos cursos.
As expectativas com relação à universidade são praticamente homogêneas quando se trata de relacionamento de pessoas: todos querem conhecer pessoas novas, fazer novas amizades e criar novos vínculos. Em relação à expectativa do curso que os alunos irão estudar durante a graduação, as opiniões e perspectivas divergem: muitos pretendem estudar para seguir na carreira acadêmica, enquanto outros se voltam totalmente para o mercado, buscando muitas vezes as oportunidades que a universidade dispõe de acesso à startups e grandes empresas.
Percebe-se na EACH uma grande manifestação dos coletivos e um grande apoio que os mesmos recebem. Isso achei muito bacana, pois não se vê na maioria das universidades essa organização.
A maioria dos alunos que ingressam na EACH sentem-se livres para serem quem quiser, buscando sempre seus sonhos.
Agora com relação à ser ou não de São Paulo, é notável uma grande presença de alunos que são de outras cidades e passam a morar aqui para estudar na USP. As dificuldades enfrentadas por esses alunos estão ligadas principalmente a locomoção pela cidade: não conhecem muito bem o transporte público de São Paulo, não possuem uma boa noção de quais locais não são muito seguros para transitar, entre outras dificuldades.

Leonardo Giraldi

Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Natalia Oliveira em Sex Maio 26, 2017 2:53 pm

Através das conversas promovidas, pude perceber que para os calouros existe grande expectativa com relação ao mercado de trabalho e o posicionamento que a USP pode proporcionar na qualificação profissional. Embora hajam exceções, boa parte dos calouros de todos os cursos se preocupa com estágio e emprego já no primeiro ano da faculdade, e uma minoria foca na carreira acadêmica, optando por desenvolver atividades de extensão na Universidade ou iniciação à pesquisa científica. Entretanto, nos alunos do período noturno há uma quantidade significativa de pessoas que já atuam no mercado de trabalho em diversas áreas e buscam direcionamento através da graduação.
Para os alunos de anos subsequentes, há maior envolvimento com atividades acadêmicas e uma parcela média já atuando no mercado de trabalho. Uma das principais queixas daqueles que gostariam de se inserir no mercado através do emprego formal e não conseguem é devido ao horário dos cursos vespertino e matutino, que dificultam a disponibilidade de trabalho em áreas comerciais.
Entretanto, nos alunos do período noturno há grande parte trabalhando e desenvolvendo atividades remuneradas, principalmente a partir dos 3ºs e 4ºs anos.
Alguns alunos mencionaram a relevância política que a USP possui e se mostraram interessados em assuntos de representatividade estudantil e engajamento social.
Não notei diferença entre gênero e raça, pois as expectativas no geral se dão de acordo com a idade e ano que está cursando. Também não tive acesso a informações socioeconômicas para relacioná-las às respostas dos alunos.
Pode-se notar que, embora o ambiente universitário proporcione inúmeras atividades de formação em vários aspectos, os alunos se preocupam bastante já nos primeiros anos com a inserção no mercado de trabalho e necessidade de independência econômica. No atual contexto de recessão na Universidade, este quadro tende a se agravar, pois muitos programas de fomento à educação foram cortados e por consequência, restringe-se o acesso a estes programas dentro da própria Universidade, que os torna mais criteriosos e menos democráticos.
Obs: Esses dados foram obtidos através de conversas informais e observações empíricas com alguns alunos ex alunos conhecidos de diversos períodos.

Natalia Oliveira

Mensagens : 3
Data de inscrição : 24/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Laís Fidelis em Dom Maio 28, 2017 5:42 pm

Na EACH, há a presença de inúmeras diversidades e culturas. Entre as pessoas que conheço há alguns com expectativas e dificuldades parecidas, mas também com expectativas e principalmente dificuldades muito diferentes. Infelizmente algumas dificuldades são maiores para certas pessoas, ainda existem ,e não são poucos, preconceitos relacionados à opção sexual, raça, classe social, gênero, não apenas na EACH mas na maioria das universidades. Pessoas também tem dificuldades em se relacionas, aqueles mais introvertidos acabam se mantendo excluídos, sendo que em casos assim não há culpados por essas ocorrências, mas elas existem. Há , também, outros fatores que influenciam as pessoas como ser de outra cidade ou de ser de SP porém morar longe, esse fato também causa dificuldades na vida das pessoas, estar longe de casa e dos pais, a mobilidade, o tempo gasto. Entre as dificuldades estão a dificuldades de se comunicar, de fazer amizades, de chegar na faculdade no horário, de ir à faculdade em determinados horários, de ser tratado igualmente independente de gênero, opção sexual, classe social, raça etc. As expectativas também variam, as pessoas esperam se formar, conseguir estágios, conseguir auxílios, fazer amizades, obter conhecimentos etc, há expectativas que se relacionam a superar as dificuldades. Portanto, existem inúmeros eventos que são causas de dificuldades e diferentes expectativas entre os universitários, algumas podem ser amenizadas com ajudas e apoio dos amigos, familiares, veteranos, professores, coordenadores, entre outros envolvidos na universidade.

Laís Fidelis

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Julia Leriam em Dom Maio 28, 2017 6:18 pm

Com base nos relatos de diversos alunos, é possível perceber que muitos tinham grandes expectativas com seus cursos que foram frustradas devido às matérias do ciclo básico, os alunos ingressam na universidade acreditando que só vão estudar as matérias específicas de seu curso, e não é isso o que ocorre. Outras expectativas em comum relacionam-se ao preparo que a universidade os oferecerá para entrar no mercado de trabalho, à possibilidade de seguir carreira acadêmica, às novas pessoas que irão conhecer.
Em relação às dificuldades, alguns alunos que são de outras cidades contam que não se adaptaram muito bem a morar longe da família, e que têm problemas em relação à mobilidade, já que muitos lugares na cidade de São Paulo só são acessíveis a quem tem carro. É possível observar também que algumas alunas e alguns alunos ainda sofrem com assédios, machismo, racismo e homofobia, apesar da atuação dos coletivos. Além disso, há alunos que encontram dificuldades financeiras para manterem-se na universidade, dependendo bastante dos programas de bolsa.

Julia Leriam

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Ariela Ferreira em Dom Maio 28, 2017 9:11 pm

Possuem muitos alunos que vem de fora de São Paulo, inclusive outros estados, as principais dificuldades são com locomoção, principalmente de ônibus. Entre os alunos diurnos e noturnos, uma das diferenças é que os alunos noturnos em sua maioria trabalham e são mais velhos, escolheram justamente esse período para conciliar sua rotina de estudos com a vida profissional. Alguns grupos que fazem parte da minoria não se sentem confortáveis em participar de alguns eventos. Conclusões feitas a partir de conversas informais com uma amostra de estudantes, o que pode não representar o todo.

Ariela Ferreira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Giovanna Hage Amorim em Seg Maio 29, 2017 12:00 pm

Não apenas a EACH, mas as universidades públicas em geral, são marcadas pela diversidade cultural e social. Percebe-se que alunos de classes sociais mais favorecidas têm menos dificuldades tanto no ingresso quanto em se manter nos cursos públicos. Isso se dá pelo "conforto" financeiro, pelo apoio da família e, até mesmo, por melhores oportunidades no mercado de trabalho. Enquanto alunos de classes mais baixas acabam sofrendo com problemas de moradia, locomoção e chances de melhores empregos. Quanto à origem dos alunos, percebe-se que poucos são realmente da capital, sendo a grande maioria de cidades do interior, o que gera, ainda, a dificuldade de locomoção ou de mudança para um lugar tão diferente e afastado da família.
Quanto às expectativas, ao ingressarem em uma universidade de respeito como a USP, todos esperam um ensino de qualidade com um currículo de peso ao final do curso, entretanto, como já dito, nem todos conseguem se formar, por conta de obstáculos alheios ao próprio estudo. Vale destacar, também, que os calouros sempre chegam no primeiro semestre com altas expectativas e ansiedades em relação ao curso e ao fato de terem como objeto de estudo algo que realmente escolheram por conta própria, as quais, muitas vezes, são frustradas e levam à desistências.

Giovanna Hage Amorim

Mensagens : 3
Data de inscrição : 26/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

RE: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Samia Katrinny em Seg Maio 29, 2017 12:07 pm


As expectativas dos alunos são diversas, mas em especial, a maioria tem uma expectativa maior em relação ao curso que frequentam, divergindo entre alunos que pretendem seguir uma carreira acadêmica e alunos que estão focados no mercado de trabalho, encontrando a USP como uma grande oportunidade. Alguns destes alunos encontram certas dificuldades na locomoção, pois muitos moram longe e alguns até vem de outros estados do país e até de outros países, tendo mais uma dificuldade: o da moradia. Já a diferença entre os alunos do período da manhã e os do período da noite, é que o segundo é mais procurado por pessoas que, em sua maioria, trabalham.

Samia Katrinny

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Alex Jezuino de Barros em Seg Maio 29, 2017 1:58 pm

Muitos alunos do diurno são advindos de outras cidades e estados, o que os forças, muitas vezes, a ter de se mudar para São Paulo poder estudar, já que a parte da locomoção tende a ser um problema para os mesmos, enquanto boa parte dos alunos do noturno escolheram esse período por terem de trabalhar, para que com isso pudessem conciliar ambos. Alguns alunos tendem a ase decepcionar com o método de ensino, já que de certa forma ele prioriza a formação para aqueles que pretendem seguir a carreira acadêmica, sendo que muitos não pretendem seguir tal caminho e sim o do mercado de trabalho, sejam em industrias ou criação do seu próprio negócio.

Alex Jezuino de Barros

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por BrunaGConechoni em Seg Maio 29, 2017 3:43 pm

Através das conversas que tive com colegas percebi que muitos têm a expectativa de aprender e conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho. Há sim diferentes expectativas e dificuldades em função do perfil do aluno. Aqueles que estudam no noturno, por exemplo, percebe-se que buscam trabalhar o dia todo e muitas vezes estão cansados na hora de estudar, o que não acontece tão frequentemente entre os alunos do diurno. Já na questão da cidade, percebe-se que os que já moravam em Guarulhos ou São Paulo tem maior facilidade por já conhecer a cidade onde estamos e porque estão, normalmente, com os pais, ou seja, tem maior estabilidade. Quem vem de fora assusta com o alto custo de vida, tem que se adaptar a morar sozinho longe dos pais, ter maior responsabilidade. E também existem alguns grupos de pessoas que sofrem maior dificuldade do que outros, não só no ambiente escolar, que sofrem com homofobia, assédio e/ou racismo.

BrunaGConechoni

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Jessica Alves em Seg Maio 29, 2017 5:04 pm

Conversando com o colegas pude perceber que há duas coisas em comum entre todos: ao ingressarem na faculdade as expectativas em relação ao curso não foram superadas, muitos por conta das matérias do ciclo básico que não permite que o estudante entre de cabeça no curso que queria, sendo obrigado a ver matérias que sempre repudiou, e outros devido a frustração de achar que o curso era de uma maneira, mas é de outra (ex: muito focado em uma vertente só). Outra coisa que une os estudantes em relação as expectativas foi o fato de estudar na "melhor faculdade do Brasil". Quando se está na escola ouve-se muito as frase anterior, mas ao entrar muitos estudantes alegaram que na verdade não é tudo isso, por diversos motivos.
Agora, ao analisar o ponto de quem morava em SP e de quem veio para estudar é possível perceber que a saudade de casa atrapalha alguns estudantes no rendimento escolar.
Já os alunos do noturno costumam reclamar mais da falta de segurança ao chegar, permanecer e ir embora da faculdade do que daqueles que estudam no período diurno.
Infelizmente ainda ocorre dentro da faculdade uma disputa entre brancos e negros e/ou lgbt's e héteros e/ou mulheres e homens. É muito recorrente se ler nas portas dos banheiros discussões e xingamentos por todas as partes, atitudes assim, com certeza, nao eram de se esperar dentro de uma faculdade, lugar onde tende-se a esperar por pessoas mais maduras.

Jessica Alves

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por AnnaCouto em Seg Maio 29, 2017 9:00 pm

O que mais noto é um interesse no mercado de trabalho e na possibilidade de pesquisa que a USP proporciona, como projetos de intercâmbios - é o que percebi ser uma maior preocupação das pessoas dos meus arredores - e iniciações científicas, assim como projetos de extensão. Não posso relatar ainda nenhuma desilusão sobre esses tópicos. Outro ponto que deve ser ressaltado é a crença dos alunos em, por estarem na USP, uma das melhores universidades brasileiras, terem professores maravilhosos - o que, no entanto, pode ser motivo de desilusão, uma vez que encontram-se alguns professores sem método ou didática, o que frustra o ingressante esperançoso. A maioria dos docentes da USP são pesquisadores e pessoas extremamente intelectuais, porém, sem a didática que existe em escolas de ensino médio e fundamental, por exemplo, e isso não é de conhecimento de muitos ingressantes.

AnnaCouto

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Liliane da Silva em Seg Maio 29, 2017 9:32 pm

A partir de conversas com meus amigos e colegas da EACH percebo que existe preconceito com as minorias, como os negros, os gays, as mulheres, etc. porém, há os coletivos feministas, LGBT entre outros que ajudam e apoiam todos os que necessitam, iniciativa muito plausível. Dentre os meus amigos mais próximos, não noto preconceito, são pessoas que aceitam a diversidade e compreendem seu valor. O preconceito citado no início vem, pelo menos na maioria dos relatos que ouvi até agora, de fora; do trem, do ônibus, etc.

Liliane da Silva

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Amanda Moreira em Ter Maio 30, 2017 10:41 am

Após conversas com amigos e colegas de turma, é possível perceber que enquanto há muitas semelhanças entre os alunos, também há muitas diferenças. Pessoas do mesmo curso geralmente tem coisas em comun, mas não é estranho encontrar pessoas com interesses completamente diferentes. Entre esses grupos de minorias, infelizmente há um preconceito existente, combatido ou minimizado pelos coletivos existentes. Acho que pode-se dizer que a maior parte de meus amigos e colegas tem por expectativa trabalhar na área e enquanto estuda na EACH, aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas, como intercâmbio, bolsas e projetos.
Como perguntado, acho que sim, há diferenças entre alunos que moram mais perto, os que moram longe e os que mudaram de cidade, os primeiros costumam participar muito mais da vida acadêmica do que os outros dois, também há uma certa "irmandade", entre esses, pois há a identificação.

Amanda Moreira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por HugoBCuri em Ter Maio 30, 2017 11:07 am

Existem muitas semelhanças entre pessoas do mesmo curso(e tbm pessoas da EACH), mas tbm existem mtas divergências entre as pessoas, principalmente sobre questões pessoais e individuais.
Algumas pessoas acreditam que determinadas matérias não são necessárias para determinados cursos(ouve muitas concordâncias entre os grupos).
Entre alunos do diurno e noturno há perspectivas diferentes sobre estágios relacionados às respectivas áreas, a maior parte do noturno quer estágio nos primeiros semestres, enquanto pessoas do diurno tem uma certa liberdade sobre poder escolher o momento (mais para o final ou nos primeiros semestres).
Uma pessoa de outro local (específicamente Curitiba) reclama do cheiro da EACH, enquanto a maior parte dos paulistanos já está​ acostumado com o cheiro e a poluição da cidade de São Paulo.

HugoBCuri

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Fernando Casarotto em Ter Maio 30, 2017 11:18 am

O ingresso na universidade em si já revela alguns aspectos da diversidade. No site da Fuvest mesmo é possível ver os índices de aprovados de homens, mulheres, brancos e negros. No curso de Sistemas de Informação em geral, a presença masculina é predominante, e conversando com as mulheres do curso se vê que realmente existiu uma resistência por parte das outras pessoas antes delas ingressarem. Porém, por outro lado, dentro da universidade, elas foram bem recebidas e se sentiram a vontade para serem o que querem ser, mudando até mesmo a visão que tinham sobre o curso.
Mas nem todos se sentem recebidos, e pra essa ocasião existem os grupos ativistas como o movimento negro e lgbt, que além de apoiar e receber alunos que se sentem diminuídos de alguma forma, lutam pela igualdade em casos de injustiça.
Em casos de alunos de diferentes períodos e que vieram de diferentes cidades, eles relatam que tiveram suporte dos próprios alunos da instituição, ressaltando, enfim, talvez o aspecto mais importante: a solidariedade.

Fernando Casarotto

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Soraia Noronha em Ter Maio 30, 2017 1:48 pm

As expectativas e as necessidades dos alunos de graduação da each são muito diversas. Com relação ao curso, alguns pretendem seguir uma carreira acadêmica, outros ter a própria empresa(alguns já possuem), outros não sabem o que estão fazendo pois queriam outra faculdade ou outro curso, muitos ainda estão se descobrindo e isso requer mais tempo do que os próprios alunos dispõem.
Na questão das necessidades, em sua maioria são: o problemas de locomoção(quando se mora absurdamente longe da faculdade, mas não o suficiente para poder ir para uma república, e sua vida passa a ser o transporte público); moradia (quando a locomoção é simplesmente impossível, como para pessoas de outro estado, e assim necessitam de uma república ou de um lugar pra morar que seja barato e perto da faculdade); dinheiro(porque nada é de graça na vida e mesmo o auxílio da usp demora muito para sair); entre outros.
Com relação a assuntos que não fazem parte do curso, os alunos também possuem muitos interesses divergentes, como entrar em entidades(Empresa Jr, Banca da Ciência, EACH Social, etc), ir em festas, conhecer novas pessoas,fazer projetos, intercâmbio, etc.

Soraia Noronha

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Gabriela Nardin em Ter Maio 30, 2017 4:48 pm

Conversando com amigos e colegas, é possível perceber diferentes expectativas e dificuldades em função do perfil dos alunos. Alunos do noturno reclamam mais da falta de segurança para a locomoção até a universidade do que os do diurno, além de que muitos alunos do noturno frequentam aula esse horário porque trabalham durante o dia, o que entre os alunos do diurno e do vespertino não acontece. Entre alunos que já eram de São Paulo, e os que vieram morar pra cá, vemos que os paulistanos tem mais facilidade por já conhecer a cidade, enquanto os de fora sofrem com a dificuldade do alto custo de vida e a adaptação por morar longe de casa. Também há diferença na expectativa profissional dos alunos, onde uma minoria deseja seguir no meio acadêmico,e a maioria deseja seguir para o mercado de trabalho, seja em industrias ou seguir com seu proprio negocio. Além de tudo, no ambiente universitário, alguns alunos ainda encontram muita dificuldade quando o assunto é preconceito, homofobia e assédio.

Gabriela Nardin

Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Nataly Patti em Ter Maio 30, 2017 5:33 pm

Em geral, os alunos que ingressam na USP, chegam a universidade com grandes expectativas, tanto relacionadas a sua vida acadêmica, oportunidades no mercado de trabalho e dentro da faculdade, e ainda em relação a sua vida social.
Na EACH especialmente, se nota uma grande diversidade entre os alunos, tanto comparando dentro da universidade e dos cursos, quanto com outros campus da USP. Pessoas com vindas de diversos lugares de São Paulo e do Brasil, muitas vezes tendo realizado um sonho em comum de entrar da USP, mas que compartilham de diferenças culturais, sociais, financeiras e políticas.

Nataly Patti

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Marcela Moraes em Ter Maio 30, 2017 11:35 pm

Conversando com meus colegas eu pude perceber que, apesar das diferentes visões de mundo, os ingressantes de universidades publicas, não só a EACH, possuem expectativas bem semelhantes com relação à experiencia universitária. Quase todos entram com dois tipos principais de expectativa: de fazer novos amigos, participar dos círculos sociais e da satisfação com o próprio curso mas como todos no fundo sabem ao longo da graduação a perspectiva vai mudando e as pessoas percebem se naquele lugar mesmo em que desejam estar. Quanto à diversidade, a EACH é o campus da USP com maior porcentagem de alunos negros, pode se ver muita diversidade em todos os cantos porém ainda é possível ver muitos casos de racismo, homofobia e outros tipo de preconceito, como duas semanas atras quando escreveram mensagens transfóbicas e colocaram a imagem do Bolsonaro em uma das intervenções do coletivo LGBT. Existe um grande número de pessoas vindas de outros lugares também, pessoas que muitas vezes se sentem perdidas sem ter um guia de como sobreviver em São Paulo, que não é uma tarefa fácil.

Marcela Moraes

Mensagens : 3
Data de inscrição : 12/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Diegomera em Ter Maio 30, 2017 11:40 pm

Pelo que pôde se observar, os ingressantes possuem grandes expectativas, seja com relação ao mercado de trabalho e as portas que a Usp abre, como no âmbito social, as novas pessoas com quem eles irão conviver, os professores, alunos, etc.
Com relação as dificuldades, esse quesito é diversificado de acordo com cada aluno, os da noite falam principalmente da falta de segurança (há inclusive o caso do irmão de um conhecido que foi baleado em um assalto na Each ano passado), a dificuldade de locomoção é um problema que muitos apresentam, pois a forma que estes usam para chegar na faculdade é o transporte público, e visto que a linha de trem esta em péssimas condições

Diegomera

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por rogeriomfneto em Qua Maio 31, 2017 2:36 pm

As grande expectativa de boa parcela dos calouros é ter sair da faculdade com uma imensa qualificação profissional e excelente reconhecimento no mercado de trabalho, fatores esses que motivaram sua entrada na melhor faculdade do Brasil, e que tornam sua inserção na vida profissional muito mais fácil de certa forma. Em geral, ao adentrar a faculdade sua as oportunidades de exercer atividade acadêmicas e pesquisa se tornam muito atrativas com um parcela, principalmente quando sabem que tais recursos podem substituir seu trabalho de conclusão de curso. Observa-se que os alunos do período da manhã possuem um enfoque maior apenas nos estudos e vida acadêmica e, por mais que uma parcela queira começar a trabalhar, isso se torna mais difícil devido ao período em que estudam. Os alunos do período noturno, entretanto, geralmente buscam esse período exatamente porque ja trabalham ou para facilitar sua inserção no mercado. Nota-se também que alunos de outras cidade ou Estados, buscam mais os auxílios ofertados pela universidade, principalmente pelo grande gasto e tempo perdido com locomoção e/ou gastos com moradia.

Rogério Marcos Fernandes Neto

rogeriomfneto

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Kelvin Kang em Qua Maio 31, 2017 5:10 pm

Grande parte dos alunos possui sonhos com suas carreiras profissionais e desejam torná-las realidade, apesar dos alunos situarem-se na mesma universidade, os planos de cada indivívíduo difere uns dos outros. Não apenas as áreas de cada um, mas também há vários caminhos que cada pessoa pode seguir e, algumas vezes, podem ser caminhos que se cruzem. Por exemplo, um aluno de SI e outro de GA, ou seja, cursam cursos diferentes, entretanto, ambos indivíduos podem trabalhar juntos numa mesma empresa. Algumas das expectativas de outros alunos em relação aos turnos de aula, é que, geralmente, os do noturno tem a expectativa de trabalhar enquanto estudam na universidade, porém, isso acaba se tornando um peso maior e, consequentemente, podem ter mais dificuldade para atender os requisitos da universidade.
Nem todas as pessoas moram perto da universidade, alguns enfrentam horas em transporte público e encaram a superlotação deste. Uma das dificuldades é que o transporte público e insuficiente para transportar a população ao seu destino , então, precisam acordar em horários mais cedos para poderem ir às aulas, já que alugar uma casa/apartamento perto da universidade, ou até mesmo morar em repúblicas, é custoso para certas pessoas.

Kelvin Kang

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Higor Moles em Qua Maio 31, 2017 11:37 pm

Muitos alunos ao ingressar na universidade tem receio de não encaixar-se neste âmbito, seja por diferentes perspectivas, personalidades, ideais, identidades. Em minha experiência, os ingressantes tiveram uma interação interessante, sem excluir determinados grupos ou pessoas. Apesar de inúmeras distinções entre os alunos, não houve atritos ou algo do gênero. Contudo, algo que é muito evidente, é que as amizades, laços ou grupos que se formam conforme o convívio no âmbito universitário, em grande parte, é feito a partir de grupos que se identificam de alguma maneira.
Em conversa com alguns colegas, todos disseram que não perceberam alteração na maneira como eram tratados conforme as distinções entre ideias eram evidências. O preconceito, dentro da universidade, existe, porém dentro da minha pequena experiência não presenciei casos de preconceito manifestados de maneira direcionada e evidente.

Higor Moles

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Lucas Pereira em Qui Jun 01, 2017 11:15 pm

Quando conversei com várias pessoas de vários cursos durante a semana de recepção, percebi que a expectativa era de uma experiência que fosse a altura do que se espera da USP, especialmente na parte acadêmica e da interação social entre os alunos. Acredito que o ponto mais curioso é o número de pessoas de fora da cidade de São Paulo que vem para cá, na qual eles se deparam com uma realidade um tanto diferente comparando a cidades do interior paulista, por exemplo.
Os alunos do noturno, em sua maioria, tinham mais intenções de conseguir um estágio o mais rápido possível, enquanto no matutino, havia uma parte considerável que estuda a possibilidade de seguir como acadêmico na universidade, através de iniciação científica e afins.

Lucas Pereira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 19/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A diversidade no cotidiano da universidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum