Identidades juvenis

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Identidades juvenis

Mensagem por Admin em Ter Maio 09, 2017 6:08 pm

Indique algumas identidades juvenis atuais (otakus, Boy Bieber etc). Explique como a identidade é construída e como os sistemas de representação são empregados para criar distinção? (cores, músicas, objetos etc) Esse grupo identitário exclui outras identidades? Há aversão a outros grupos no processo de definição da identidade ou é possível deslizar entre diferentes sistemas identitários?

Admin
Admin

Mensagens : 5
Data de inscrição : 18/04/2017

Ver perfil do usuário http://acho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Lucas Pereira em Ter Maio 09, 2017 9:30 pm

Subculturas são extremamente comuns no meio jovem. Apesar de não ser uma exclusividade destes, são eles que costumam criar e adaptar culturas de forma a ficarem cada vez mais visíveis e muitas vezes, se estabelecem na sociedade.
Existe uma infinidade desses grupos. Alguns exemplos interessantes são os otakus (fãs de cultura japonesa, com enfoque em animes, mangás, cosplays, etc), os emos (grupo que se popularizou muito na última década, que se denominam como pessoas sentimentais, e identificam-se de forma característica, como uso de roupas escuras e rasgadas, piercings e cabelos longos e lisos) e os hipsters (grupo de jovens que costuma buscar por estilos alternativos e independentes, como vestimentas e artes como um todo, com destaque para a música).

Nenhum dos grupos citados acima buscam excluir outras identidades, mas em todos os casos, trata-se de um certo nicho, o que significa que há sim uma certa "exclusividade", além do preconceito tanto em vista da sociedade, quanto entre estes e outros grupos existentes, o que as vezes pode dificultar a transição entre esses sistemas identitários. Os grupos que costumam ter um caráter mais excludente são de viés político, algo que vem se popularizando com o tempo, como a "Nova Direita" que vem sendo formada, ou o grupo de membros de ocupações de prédios públicos, sendo ambos motivados pelos eventos recentes na política nacional.

Lucas Pereira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 19/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Leonardo Giraldi em Ter Maio 09, 2017 10:03 pm

Atualmente, percebemos diversas identidades juvenis, como os hipsters (grupo de jovens que optam por músicas independentes e possuem outros gostos alternativos, escapando da cultura mainstream), os góticos (também chamados de Dark) e os geeks (jovens peculiares ou excêntricos, fãs de tecnologia, eletrônica, jogos eletrônicos ou de tabuleiro, histórias em quadrinhos, livros, filmes, animes e séries).
A identidade é construída através da identificação de jovens por sistemas de representação de determinados grupos de subcultura. Para explicar melhor tal raciocínio, pegamos como exemplo a subcultura gótica, a qual tem como principal característica o uso de roupas com tons pretos e outros escuros. Os jovens adeptos a tal movimento, buscam esses sistemas de representação para se encaixarem em tal cultura, pois a banda favorita deles utilizam trajes marcantes dessa subcultura, entre outros fatos motivadores.
Alguns grupos identitários existem somente para anularem o grupo oposto, como por exemplo os "coxinhas" e os "mortadelas", desse modo uma identidade estaria excluindo a outra.
Nessa década, percebemos que os grupos identitários de "caráter local" vem recebendo adeptos de pessoas pertencentes a outros grupos, como por exemplo a cultura geek: muitas pessoas que jamais entraram em contato com os objetos representativos desse grupo, passaram a criar gosto pelos mesmos.


Última edição por Leonardo Giraldi em Seg Maio 15, 2017 8:10 pm, editado 1 vez(es)

Leonardo Giraldi

Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Claudia em Sex Maio 12, 2017 12:21 am

Algumas das identidades juvenis: geek, gamer, nerd, otaku, weeaboo e cosplayer.

O jovem procura um modo de se expressar e/ou se encaixar em certo grupo, pois é nessa faixa etária que ocorre crise existencial, ele não é considerado como criança nem adulto, ficando assim desorientado em questão de quem ele é; é a partir disso que se cria identidades novas ou adere as características de certo grupo que possua afinidade. Alguns grupos tem características visuais "definidas" para se distinguir de outros, pode-se citar os emos, que comumente possuem franja longa e utilizam roupas pretas; os góticos tem semelhança com emos, usam roupas pretas, mas diferem-se por terem aspectos mais sombrios.
Porém o que realmente diferenciam os grupos são seus costumes ou hobbies. Com o uso no ocidental, otaku (no ocidente) é considerado pessoas que gostam de anime, mangá e cosplays, mas a palavra otaku tem a mesma abrangência que nerd (esta última palavra também é generalizada); otaku seria "alguém que sabe tudo sobre algo", ou seja, pode ter otaku de atores, de armas, de tens, etc; idem para nerds, mas este popularizou no sentido de ser estudioso e no caso do otaku como quem gosta de animes e mangás. Geek, uma variação de nerd, é aquele que gosta das novas tecnologias.

Alguns grupos procuram excluir outros e/ou possuem aversão em alguns. Um exemplo seria a aversão que otakus (de animes) tem por weeaboos, este segundo é caracterizado por ser fissurado em cultura japonesa, é usado em sentido pejorativo, pois eles constroem a imagem do Japão com base nos animes, eles agem de forma exagerada e chegam a idolatrar esse país; eles são excluídos dos otakus por "sujar" a imagem do grupo otaku, que não necessariamente são fissuras no Japão. Enquanto os otakus são "bem vistos" no ocidente , no seu país de origem são muito mal vistos, sendo considerados como estranhos e anormais, os "normais" dizem que destroem a imagem da nação e procuram a afastar desses grupos.

Existem também grupos que permeiam as características identitárias entre si e é possível deslizar entre eles, um bom exemplo é entre geeks e gamers, apesar de não ser verdade para todos, gamer é um nerd em games e jogos tem uma conexão com tecnologia nova, logo, geeks podem ser gamers e vice-versa, idem para otakus e cosplayers.

Claudia

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Laís Fidelis em Sex Maio 12, 2017 11:13 pm

As identidades juvenis estão presentes na atualidade de modo tão inclusivo que muitas vezes passam despercebidas, sem serem concretamente especificadas. Existem inúmeras, tais como:
-Funkeiros: pessoas que gostam ou apreciam a música do estilo funk. A distinção também pode ser feita pelas roupas usadas bonés, correntes/cordões de ouro, brincos que imitam diamante, óculos de sol(espelhados na maioria das vezes), sobrancelha chaveada etc.
- Digital Influencers: são pessoas que conseguem se comunicar e influenciar uma larga escala de pessoas por meio de redes digitais, seja por textos, vídeos, fotos etc. Pessoas que se tornam formadores de opinião com grande influencia sobre seu público, podendo envolver influências comportamentais, de gosto, de opinões.
-Emos: pessoas que gostam da música do estilo punk rock caracterizado pela musicalidade melódica. Emo vem de emotional hardcore. Essa identidade cultural também está associada ao modo de vestir e se comportar. Utilizam roupas pretas, coturnos, maquiagens pretas(lápis preto nos olhos, batom preto), cabelos bem pretos e franjas sobre o rosto, esmalte preto, tatuagens e pircings no rosto. Há, dentro do conjunto denominado "emo", subconjuntos como: cutie emo, richie emo, ghetto emo, gothic emo, live emo.

Os grupos identitários não são excludentes necessariamente. Podem ocorrer exclusões, porém, de modo naturalizadas, de modo que a pessoa não gosta ou não adere aos comportamentos e gostos, logo não faz parte do grupo. Os grupos/tribos acabam por fazerem aversões em relação a outros grupos/tribos opostos com gostos totalmente distintos e antônimos, porém, também há pessoas que conseguem transitar entre diversas identidades culturais. Creio que tudo isso depende de pessoa a pessoa, são questões pessoais a adesão de identidades culturais.

Laís Fidelis

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Identidades juvenis

Mensagem por Ariela Ferreira em Sab Maio 13, 2017 10:21 pm

Existem várias identidades, algumas delas são: pagodeiros, rolezeiros, roqueiros....A identidade é formada quando um grupo de pessoas que se identificam e tem interesse em comum, formando símbolos que os representam, como roupas, músicas, gírias..., consequentemente eles se distinguem dos demais grupos. Esse grupo que formou pode misturar-se com outras identidades ou exclui-las. Os grupos que misturam-se acabam conhecendo várias identidades, adquirindo um pouco de todas e tendo uma vasta experiência. Os que excluem-se acabam tendo características especificas, ficam mais isolados dos demais.

Ariela Ferreira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Thayan Venturini em Dom Maio 14, 2017 1:15 pm

A identidade de jovens e banhada pela fluidez, devido a nossa constante movimentação social, conectividade e facilidade de contato com outros tipos de pessoa. Existe uma série de tipos de identidades que criam determinados grupos, como punks, patricinhas, nerds, entre tantos outros, essas identidades coletivas criam bolhas sociais das quais identificam os seres do grupo.

Estar em um grupo e identificar-se um no outro, e reconhecer semelhanças, por isso eles são aproximados. Entretanto, hoje em dia, a individualidade faz com que as identidades se interpenetrem, de forma que as pessoas transitem entre estilos, entre grupos e até opiniões, em busca de uma singularidade. Essa singularidade e a busca por uma essência básica do ser, porém que precisa ser visualizada nos outros para ser reconhecido, essa e a dialética das identidades atuais.

O jovem sofre com isso de forma mais perceptível, porque está se encontrando na sociedade, permitido-se experimentar novas experiências, conhecer novas pessoas e ambientes. Na universidade essa vivência se torna ainda não forte devido ao caráter interativo com outros cursos, devido as festas, que juntam diversas pessoas, coletivos, entre outras atividades que geralmente uma universidade possui.

Thayan Venturini

Mensagens : 3
Data de inscrição : 07/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Anderson Pereira Barbosa em Dom Maio 14, 2017 3:03 pm

Hoje em dia, com a globalização e a internet, muitas culturas acabam entrando em contato com muitas outras culturas, e a internet, mais que qualquer outro meio, é muito utilizada pelos jovens. Isso acaba gerando uma grande diversidade de gostos, que por sua vez acabam gerando novas "tribos", novos grupos, tais quais otakus (que adoram cultura japonesa), gamers (que adoram jogos digitais), militantes de ideologias diversas (políticas, sociais, etc). Também encontramos novos grupos formados baseados em atividades relativamente antigas, como amantes do basquete, que mais antigamente não eram muito expressivos, já que no Brasil a moda é o futebol. E ainda persistem grupos antigos, como os grupos de gostos musicais, como os roqueiros, pagodeiros, e mais recentemente os funkeiros.

Esse grupos são bem marcados pela maneira de se vestir: roqueiros com camisetas pretas com estampa de bandas, amantes de basquete com regatas de equipes norte americanas de baquete, amantes de futebol com camisetas do seu time favorito, otakus com bottons ou pingentes de colar com tema de anime. Essas pessoas são as que geram a visão estereotipada das tribos, mas vale dizer que não são todos assim e, em alguns casos, não é nem a maioria que segue o estereotipo. Um exemplo são torcedores de futebol, que existem os torcedores fanáticos que vão a todos os jogos do time, tem os uniformes, etc, porém também encontramos o torcedor casual, que assiste os jogos pela tv, mas que não é uma obrigatoriedade, vão ao estádio raramente, etc.

Antigamente as brigas entre tribos urbanas era algo corriqueiro, por exemplo, um roqueiro não poderia ser pagodeiro jamais! Porém, esse costume aparenta estar diminuindo. Pessoas de um gosto musical escuta, sem maiores problemas, músicas de outro estilo, ou uma pessoas pode gostar de futebol e de basquete. Mas claro que, em alguns casos, ainda existem pessoas com a mentalidade do exclusivismo. Isso pode ser observado ainda no meio musical, é bem comum na militância, onde se você for de uma ideologia, você não pode simpatizar com nada da ideologia oposta, e é bem recorrente no mundo dos jogos digitais, onde é dito que uma plataforma é melhor que a outra, e ainda mais recorrente: o forte machismo que existe nesse meio, tanto por parte dos jogadores quanto por parte da sociedade, com a ideia de que "jogos não são para meninas".

Anderson Pereira Barbosa

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Alex Jezuino de Barros em Dom Maio 14, 2017 5:23 pm

Existem diversos grupos juvenis que definem suas identidades a partir de seus gostos musicais, de leituras, ideologias; sendo reconhecidos pelo modo como se vestem e agem, como os punks, com seus moicanos, piercings e afins; os steampunks, que vem de um gênero da ficção que antecipa a evolução tecnológica nas histórias, juntando tecnologias modernas com a ciência do século XV por exemplo; entre outros. Alguns desses grupos tendem a excluir outros e até ter rixas com algum, por terem pensamentos e ideologias diferentes, mas isso não ocorre com todos, já que alguns não veem o porquê deste tipo de aversão e podem se encaixar em mais de uma identidade.

Alex Jezuino de Barros

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Vitor Quintino em Dom Maio 14, 2017 8:14 pm

Na contemporaneidade, diversas identidades surgiram e se desenvolveram, baseadas em estilos musicais, hábitos, atividades que gostam de realizar, etc. Alguns exemplos que podem ser citados são: os nerds, que se popularizaram mais com a expansão do cinema e da literatura de gêneros geralmente de ficção científica; os fãs de kpop, gênero musical coreano; os hipsters, que fogem da cultura mainstream; os gamers, que jogam diversos videogames; etc.
Em minha última mensagem, disse que o espaço que o jovem mais passa em nossa sociedade moderna (pós moderna?) é a internet. Relacionando aquela resposta com essa, a internet permitiu uma multiplicidade de identidades muito grande. A internet talvez represente esse limiar entre a concepção essencialista e a concepção não essencialista de mundo, fazendo com que as identidades se tornem muito mais fluidas e que todos tenham uma, duas, muitas identidades.
Um exemplo clássico é a do grupo que gosta do estilo musical rock. Há um tempo atrás, se você ouvisse esse estilo, não poderia ouvir nada além disso. Embora hoje ainda existam pessoas que pensem assim, a quantidade de gente que adotou a fluidez para a identidade é muito grande, passando a ouvir não só esse estilo mas outros, sem deixar de ter o rock como seu estilo preferido.
Esse é só um exemplo. A aversão à outras identidades ainda existe em alguns grupos, mas vem diminuindo constantemente.

Vitor Quintino

Mensagens : 2
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por juliananavarro em Dom Maio 14, 2017 8:16 pm

A divisão dos jovens em tribos é antiga, porém hoje em dia aparenta ser mais fluida e liberal, já que não necessariamente uma pessoa se encaixa ou se identifica com um grupo só, podendo fazer parte de vários grupos simultaneamente.
Alguns exemplos de grupos de identidade juvenil recentes são roqueiros, rolezeiros, funkeiros, geeks, nerds, otakus, entre outros, sendo que a maioria dos grupos possuem subgrupos, como metaleiros e góticos (no caso dos roqueiros, por exemplo).
Essas identidades são construídas principalmente levando em conta os interesses pessoais de cada jovem, como estilo musical, religião, hobbies, ou qualquer tipo de característica em comum entre as pessoas. Hoje em dia, a internet é uma ferramenta que facilita bastante a comunicação e formação desses grupos de identidade, podendo unir jovens ao redor do mundo todo em torno de um gosto em comum.

juliananavarro

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Natalia Oliveira em Dom Maio 14, 2017 11:48 pm

A cada dia o mundo jovem se pluraliza de forma mais acelerada e surgem novos termos e subculturas totalmente originais ou a partir de outras já existentes e referências de décadas anteriores, porém contextualizadas dentro do universo digital em que vivemos. Alguns exemplos são os cosplayers, que vestem-se e interpretam personagens de sua preferência, os hipsters, que se incluem no grupo adepto às tendências alternativas e inovadoras e com influência vintage, e os geeks, que possuem afinidade com a tecnologia, eletrônica, jogos e exercem diversas atividades intelectuais. Esses grupos se orientam e organizam a partir de afinidades específicas, seja através do mundo virtual, da moda, da música, das artes ou da tecnologia. Assim, estas subculturas passam a se diferenciar do mainstream e apresentam peculiaridades inerentes a cada grupo, como por exemplo os hipsters, que são caracterizados pelo uso de barba, bigodes, cabelos coloridos e roupas de influência grunge, o que nos remete ao fato de que são subculturas reinventadas a partir de grupos já existentes em décadas anteriores.
Dentro desta pluralidade, não podemos afirmar que estes grupos excluam os demais, porque um mesmo indivíduo pode se interessar por diferentes atividades e tangenciar o ecletismo. Estes indivíduos, embora não se enquadrem em subculturas definidas, apreciam e partilham conhecimento com os demais jovens através de inúmeras formas de interação (espaços de apropriação do jovem na cidade: Universidade, escolas, meio virtual), o que possibilita a crescente pluralização de interesses e comportamentos sociais. Entretanto, existem grupos que desenvolvem uma depreciação a determinadas subculturas por associarem a valores de conduta moral ou socioeconômicos diferentes dos seus. A exemplo vemos os funkeiros, que são associados aos jovens pobres de periferia, e geralmente, sem muita escolaridade. De certa forma, isso gera uma segregação de algumas subculturas que estejam muito distantes do convencional, porém de forma positiva, todas estas interações fazem parte do processo de desenvolvimento e construção da identidade do jovem na sociedade e são necessárias para o exercício de sua individualidade e representação social.
Very Happy

Natalia Oliveira

Mensagens : 3
Data de inscrição : 24/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fernando Casarotto

Mensagem por Fernando Casarotto em Seg Maio 15, 2017 10:05 am

Devido ao processo de contato entre culturas diversas, promovido pela globalização, e pela visibilidade que todos podem ter através da internet, diversas identidades são criadas e popularizadas, principalmente no meio jovem, que tem como característica a autoafirmação. Exemplos são os punks (cultura vertente da radicalização do rock) e os rolezeiros (adeptos da cultura funk).
Como cada grupo nasce se diferenciando de alguma maneira de outros no plano subjetivo (modo de pensar), essa diferença é refletida também fisicamente com os símbolos.
Atualmente, se vê uma dicotomia: ao mesmo tempo em que se vê uma maior disseminação da diversidade, parece que as visões se polarizam, como é visto em grupos políticos de extrema esquerda ou direita. Porém essa separação não é regra, pois uma pessoa pode se identificar com duas culturas sem se conflitar; por exemplo, a nerd e a cultura da academia. Isso revela que os conflitos não são inerentes às identidades, mas causados pela dificuldade de aceitação às diferenças.

Fernando Casarotto

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Giovanna Hage Amorim

Mensagem por Giovanna Hage Amorim em Seg Maio 15, 2017 1:55 pm

No mundo cada vez mais globalizado de hoje, com uma sociedade que passa a valorizar a diversidade, o século XXI viu surgirem as mais variadas formas de identidade que, diferente do que acontecia no passado, hoje têm a oportunidade de se disseminarem e atraírem mais membros pelas redes sociais. Utilizadas, principalmente, como meio de expressão do indivíduo na sociedade, as formas de identidades representam tanto uma identificação do indivíduo com um grupo (do qual ele passa a fazer parte), quanto uma forma de exclusão dos considerados "diferentes" dele. Destaca-se, ainda, que as semelhanças ou diferenças se encontram em meios como gosto musical, estilo de vida, modo de se vestir, classe social, ideal político, entre outros.
Exemplos desses grupos entre os jovens são geeks (fãs de tecnologia, ficção-científica, videogames, etc), punks (versão contemporânea dos rockeiros), funkeiros (fãs do gênero musical funk) e, até, os tão discutidos coxinhas e petralhas (conservadores e esquerdistas, respectivamente, no meio político).
Embora a busca pela diversidade esteja cada vez mais disseminada, deve-se considerar que a convivência entre os diferentes grupos nem sempre é pacífica, especialmente no campo político, gerando, muitas vezes, conflitos verbais (em geral online) ou até físicos.

Giovanna Hage Amorim

Mensagens : 3
Data de inscrição : 26/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Kelvin Kang em Seg Maio 15, 2017 3:13 pm

A sociedade contemporânea, apesar de ser globalizada e possuir semelhanças nas identidades juvenis, há diferenças entre elas. Algumas identidades como os Gamers, apesar de formarem um grupo de pessoas que gostam e jogam jogos eletrônicos, o mesmo possui características bastante distintas. Ele possui indivíduos que dedicam suas vidas aos jogos, que trabalham com eles, pessoas que jogam casualmente ou pessoas que realizam desafios ao redor dessa esfera dos "games". Além dessas distinções num específico grupo, cada indivíduo pode identificar-se com outras identidades juvenis, uma pessoa, além de Gamer pode identificar-se como Otaku, Rockeiro e até mesmo como esportista. Ou seja, os Gamers não excluem outras identidades juvenis, a possível exclusão ocorreria dentro da mesma identidade e geralmente está associado à preferêcia dos jovens perante à jogos de estilo parecidos (como Dota e LoL, estes pertencem à mesma classificação de jogos). Então, essa identidade juvenil é bastante flexível pois, a pessoa pode optar por outros estilos, considerar-se pertencente ou não ao grupo no momento em que desejar.
Em relação às outras identidades citadas que interagem em certa harmonia com os Gamers (Otaku, Rockeiro, etc) e assim como este, variam de acordo com os gostos da pessoa e são grupos que conseguem interagir com outras identidades sem que haja a ocorrência de aversões pois, estas ocorrem de acordo com o indivíduo em si e não a identidade.

Kelvin Kang

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta - Identidades Juvenis

Mensagem por Guilherme O Goularte em Seg Maio 15, 2017 7:14 pm

Entre os grupos de identidades juvenis existentes no momento alguns que se apresentam fortemente nos contextos da universidade são, os Gamers( grupos que se identificam pelo habito de jogar jogos eletrônicos dos mais variados tipos e nas mais variadas plataformas, grupo esse que tomou muita forma devido a atividade de youtubers que desenvolvem conteúdos sobre games, tais como Zangado, Cellbits e VenomExtreme, que atuam no Brasil), os Otakus (grupo que se identifica pelo consumo de conteúdo originário ou inspirado na cultura japonesa, tais como animes, mangas, cosplays e mesmo alguns games), os Fitness (grupo que se identifica pela prática de atividades físicas mais pesadas de forma constante e o consumo de alimentos específicos com o objetivo, em geral, de se atingir uma boa saúde, boa aparência ou boa condição física), os representantes de minorias (grupo que se identifica pelo engajamento social e político afim de defender um determinado seguimento da sociedade, tais como feministas, LGBT, negros), os Geeks (grupo que se identifica pelo consumo de mídias populares tais como HQs, filmes de super-heróis e séries literárias ou até televisivas de fantasia ou ficção científica) e os Zoeiros (grupo que se identifica pela produção e veiculação de conteúdo descompromissado sem qualquer ideologia com o objetivo principal de produzir humor e, em certos casos, sutis críticas à sociedade em meios preferencialmente digitais). As características de cada grupo fazem com que eles geralmente se aproximem por compatibilidade. Por exemplo, devido ao forte mercado de jogos eletrônicos no Japão é muito comum observar Otakus que se encaixam no perfil Gamer. Essas características causam certas vezes a repulsa entre os diferentes grupos, porém a identificação com determinado grupo raramente causa total aversão a outro grupo distinto.

Guilherme O Goularte

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta - identidades juvenis

Mensagem por Julia Leriam em Seg Maio 15, 2017 7:22 pm

As identidades juvenis são construídas, em geral, com a influência do ambiente familiar (meio de socialização primário), da escola, com os professores e os amigos, da mídia, da sociedade em que o jovem está inserido, da religião, caso possua uma, ou seja, a construção da identidade dos jovens se dá, basicamente, com base nos grupos sociais nos quais eles estão inseridos. Algumas identidade juvenis são:

Gamers: atualmente, assumem essa identidade, especialmente, os jogadores de videogames e de jogos on-line. Os gamers, geralmente, são jovens que além de apenas jogarem, fazem tutoriais sobre jogos, participam de campeonatos e vão a convenções, principalmente sobre jogos e tecnologia. Como existem diversos tipos de gamers, vários elementos contribuem para a construção de suas identidade, tais como o tipo de jogo que gostam de jogar (jogos antigos, atuais, produzidos internacionalmente ou não), o tempo que passam jogando (se joga casualmente, ou sempre), com que finalidade jogam (lazer, ou profissão), entre outros aspectos. A partir destes diferentes grupos dentro do grupo identitário dos gamers, é possível observar que é possível fazer parte dele e deslizar entre diferentes sistemas identitários, sem exclusões, ou aversão a outros grupos, teoricamente.

Beliebers: são chamados “beliebers” os fãs do cantor juvenil Justin Bieber. Tal identidade é construída a partir do momento em que um grupo de pessoas, fãs do cantor pop, se identificam (devido, a princípio, ao gosto musical em comum) e se denominam de tal forma. Estes fãs são aqueles que, além de gostarem de suas músicas, sabem sobre a vida do cantor, o acompanham nas redes sociais e o apoiam. Este grupo identitário não exclui outras identidades, na teoria.

Julia Leriam

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por dzurita em Seg Maio 15, 2017 8:40 pm

Hoje existem algumas tribos, como por exemplo o skatistas, rappers, dentre outras.  Em geral esses grupos possuem uma maneira bem especifica, cuja a distinção entre eles fica bem clara pela maneira como se vestem, os rappers, em geral, usam roupas mais largas, bonés, os skatistas possuem um jeito diferente de se vestir, as vezes parecido com o dos rappers, ou as vezes mais ou estilo rockeiro.
Como mencionado anteriormente, entre esses grupos não há aversão, pelo contrário, em eventos de skate, há rap tocando, ou rock, e até mesmo o reggae! Portante é possível deslizar entre os diferentes grupos!

dzurita

Mensagens : 3
Data de inscrição : 08/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por rogeriomfneto em Seg Maio 15, 2017 8:52 pm

Atualmente, os grupos sociais perderam suas barreiras geográficas, principalmente devido ao avanço nos meios de comunicação. Dessa forma, observa-se inúmeros grupos que adotam culturas exteriores, sem falar na grande miscigenação que esses vem apresentando. Como exemplo de grupos que quebram as barreiras geográficas, temos o movimento grunge, que se expressa principalmente no modo sujo de vestir, como também o som saturado das guitarras na música. Não obstante, temos o grupo dos Indies (abreviado do Independent), uma cultura que busca fugir das grandes massas e produção.

Maioria dos grupos, possuem sistemas de representação bem definidos. Os Grunges, por exemplo, optam pelo estilo "sujo" de se vestir, com cabelos bagunçados/desgrenhados e por roupas folgadas e velhas, criando uma representação única, pela qual se identificam e pode ser identificados. Outros grupos, entretanto, buscam fugir dessa identificação, como é o caso dos Alternativos, que ao contrário de maioria das tribos urbanas, querem se ser diferentes uns dos outros, porém paradoxalmente, acabam criando um esteriótipo de pessoas cujo objetivo é ser diferente, principalmente no que tange ao aspecto visual

Na atualidade as tripos apresentam maior flexibilidade do que anteriormente, quando pertencer a dois grupos com certa distinção era um tabú. Observa-se que tanto a transição, quanto a participação mútua estão sendo aceitas com mais tolerância. Tal fato, não somente enriquece o multiculturalismo de cada grupo, como também permite novas formas de identificação para os mesmos.

Rogério Marcos Fernandes Neto

rogeriomfneto

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Marcos Henrique Vernilo em Seg Maio 15, 2017 9:48 pm

Hoje em dia existem inúmeras identidades juvenis, afinal, basta ser relativamente famoso para termos um Belieber, que são os fãs de Justin Bieber; Directioner, denominadas os fãs de One Direction; Monsters são os seguidores de Lady Gaga e por aí vai.
Existem os mais tradicionais ou generalizados como os rockeiros, os pagodeiros, os funkeiros que ainda fazem parte da juventude como um todo.
Podemos dizer que uma identidade é construída na juventude de acordo com o ambiente em que é frequentado (escolas, reuniões familiares, vizinhos etc) que podem ter algum tipo de influencia inconsciente quanto à formação de uma identidade. Pois a partir do contato com alguma identidade, o jovem vai poder direcionar seus parâmetros e suas escolhas, tendo como base aquilo que ele conhece e aquilo que lhe agrada, a partir daí ele pode se colocar como individuo na sociedade e encontrar uma "tribo" que mais lhe represente.
Quanto à exclusão identitária, podemos dizer que é praticamente inevitável que uma não exclua a outra, pois não há como um jovem fazer parte de todos os grupos. Seja por falta de tempo hábil, seja por existirem grupos completamente opostos uns aos outros. Dessa forma, também é praticamente inevitável que não haja aversão de um grupo para com o outro. Não podendo generalizar e desconsiderando os registros do passado, ainda hoje podemos encontrar grupos onde, mesmo que secretamente, escondem um aversão por outros grupos. Seja por seu contraste, seja por preconceito com algo completamente desconhecido.

Marcos Henrique Vernilo

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017
Idade : 28
Localização : São Paulo, Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Higor Moles em Seg Maio 15, 2017 10:18 pm

No período contemporâneo, há inúmeras identidades juvenis que estão espalhadas ao redor do Brasil. Pode ser citados algumas como : Funkeiros, gamers, rockeiros, indies, rappers, entre outros.
Essa identidades são criadas a partir da identificação com movimentos, subculturas, estilos de vida que tentam ser representados pelo jovem através dos sistemas de representação. Cada grupo possui suas particularidades no modo de se vestir, comportar-se, no consumo. Os sistemas de representação tem o papel de distinguir o jovem no convívio social, tentando demonstrar através das roupas, objetos, músicas que este pertencem a determinado grupo. O fator de pertencimento e distinção é de suma importância nesse âmbito, em que pessoas parecem buscar cada vez mais diferenciar-se e destacar-se na sociedade.
Em geral, as tribos são marcadas pela diferença e distinção. Cada identidade juvenil possuem suas diferenças e em alguns casos podem causar aversão por parte de determinados grupos a outros. Um exemplo disso são os Skinhead, nos quais perseguem algumas outras identidades juvenis. Contudo, ainda é possível deslizar entre diferentes sistemas identitários. Muitos jovens mudam suas opiniões e identidades ao longo de suas vidas e podem alterar seus hábitos. Além disso, é comum jovens identificarem-se não com apenas uma tribo, mas várias tribos e buscar diferentes atributos de cada uma para moldar sua personalidade.

Higor Moles

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por BrunaGConechoni em Seg Maio 15, 2017 11:31 pm

Hoje em dia existem muitas dessas identidades juvenis, já que qualquer diferenciação da maneira de se vestir, de se portar ou de pensar sobre algum assunto já indica alguma dessas novas identidades. Alguns deles são os roqueiros e os funkeiros, que são exemplos entre estilos musicais, os geeks, que são pessoas que se identificam com a cultura nerd, com tecnologia e etc, os emos, os góticos que são exemplos de maneira de pensar e ver o mundo.
Essas identidades são construídas, como eu disse acima, conforme a maneira da pessoa se vestir, se portar, ou mesmo por gostos (os roqueiros, por exemplo, são os que gostam de rock, tem uma maneira especifica de se vestirem e até de se portarem perante a sociedade). Mas antigamente existia muito mais essa situação em que a pessoa deveria escolher uma identidade, atualmente eles estão já se misturando, e assim, deixando uma pessoa ter uma ou mais identidades. Mas ainda existem alguns que são totalmente contra o outro e acabam excluindo algumas identidades, ou tratando como se fossem algo horrível. Principalmente porque algumas dessas identidades são muitas vezes, relacionadas com um esteriótipo. Porém, o numero de pessoas que pensam assim está cada vez menor e essas barreiras entre estilos está conseguindo cada vez mais ser menor.

BrunaGConechoni

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por rafaelmartins09 em Ter Maio 16, 2017 12:01 am

Hoje vivemos em um mundo onde "existe gosto para tudo" onde, com o avanço na globalização e dos meios de comunicação como as redes sociais e aplicativos de mensagens, as pessoas que têm o mesmo gosto tendem a se agrupar mais facilmente e com mais naturalidade, formando assim tribos e comunidades do dia para a noite.
Ultrapassamos as barreiras de gostos musicais ou gosto por esportes para se construir "tribos" ou comunidades. Hoje, basta gostar de algum cantor, ser fã de alguma série de televisão, frequentar um tipo de evento, ter uma profissão específica ou jogar um game online que você quase que automaticamente estará fazendo parte de um grupo de pessoas que também se interessam pelo assunto,
Isso nos traz benefícios e malefícios, pois enquanto temos maior facilidade para achar e se agrupar com pessoas que tem o seu mesmo gosto, também podemos cair na mesmice e na introversão quando for necessário se relacionar com grupos distintos ao que está participando,

rafaelmartins09

Mensagens : 1
Data de inscrição : 15/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Amanda Moreira em Ter Maio 16, 2017 9:36 am

Acho que as identidades juvenis são relativas, obviamente existem grupos fechados, que preferem não "se misturar", mas em um momento da sociedade que é extremamente dinâmico, com várias culturas, músicas e artes, existe a facilidade e a vontade de "ser" parte de mais de um grupo, de ser associado a várias pessoas. As muitas identidades culturais existentes tem suas diferenças e semelhanças, mas todas simplesmente querem ser reconhecidas e notadas.

Amanda Moreira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Guilherme Gonzalo em Ter Maio 16, 2017 7:20 pm

Com a popularização das redes sociais, os grupos de jovens tendem a fazerem parte de diversos grupos ao mesmo tempo, o que gera uma maior interação entre eles, porém sempre há membros mais radicais de alguns grupos que acabam disseminando ódio contra quem tem gostos diferentes, especialmente em redes sociais, tornando essa ferramenta em uma faca de dois gumes, pois embora ela una os jovens, nas mãos erradas pode ser usada para espalhar ódio contra os que pensam diferente.

Guilherme Gonzalo

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Identidades juvenis

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum