O jovem na cidade

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por BrunaGConechoni em Ter Maio 02, 2017 9:26 pm

Os jovens podem ser vistos nos mais variados ambientes da cidade, tudo depende de seu objetivo, condição financeira, gosto pessoal, cultural, entre outros. Aqui em São Paulo, por exemplo, é muito comum você ver jovens em grandes e movimentadas avenidas como a Avenida Paulista, a Rua Augusta, Praça Roosevelt e outros lugares espalhados, principalmente, pelo centro. Acredito que pela facilidade de se encontrar com os amigos sem ter obrigatoriamente gastar ou mesmo pela facilidade de transporte público, seja mais fácil encontrá-los nesses lugares. Porém, os jovens de classes mais altas, normalmente preferem se encontrar em lugares privados por supostamente, não se misturarem.
Portanto, acredito que essa segregação seja um obstáculo que a cidade apresenta. Mas ao mesmo tempo, a cidade dá a liberdade das pessoas escolherem o que vão fazer pois tem muitos espaços públicos culturais e que iriam ensinar e agradar os jovens, independente dessas diferenças de classe social.

BrunaGConechoni

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O jovem na cidade

Mensagem por Roberto Imaeda em Ter Maio 02, 2017 9:53 pm

O jovem se encontra usualmente em ambientes os quais correspondem as suas necessidades, sendo essas lazer, estudo, envolvendo muitas outras. Podendo o jovem estar em ambos ambientes, tanto público, quanto privado, dependendo tudo de suas necessidades. Uma das vantagens da cidade, ao jovem, é a presença de maiores oportunidades, contudo uma de suas desvantagens é o individualismo.

Roberto Imaeda

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Carolina Jürgensen Gonçal em Ter Maio 02, 2017 9:54 pm

O Jovem em minha perspectiva, busca vivenciar a cidade em sua plenitude da melhor maneira possível, sempre que disposto para isso. Este por sua vez pode ser encontrado em diversos tipos de ambientes, seja este público como por exemplo; em parques, centros de divulgação científica ou cultural, eventos em sua cidade ,etc. ou no ambiente privado , como shopping, festas, shows dentre inúmeros outros. Creio que delimita lo ao espaço público ou privado depende exclusivamente das preferências e oportunidades que a este jovem o cerca.
As vantagens e os obstáculos que o ambiente das cidades oferecem aos jovens são:
Vantagens: A Dinamicidade das cidades, utilizando aqui a cidade de São Paulo como referência, traz ao jovem todas as oportunidades que este possa necessitar ao longo de sua jornada, como a inserção do jovem no mercado de trabalho diante das ofertas que a cidade o faz. Temos também nas cidades a busca pelo o encurtamento das fronteiras, como a utilização de trens, metros, rodovias e linha de ônibus, que buscam conectar toda a cidade como uma grande malha interligada.
As cidades evoluem com a implementação de tecnologias, seja na sinalização de semáforos como em tecnologias aplicadas a matérias de pavimentação... são as tecnologias que tentam aprimorar as cidades, mesmo que em algumas ainda nos pareçam tão necessitados de melhorias, e o jovem esta diretamente envolvido com a utilização das tecnologias e as mudanças.
O Jovem como tendo” toda a sua vida pela frente”, tudo ainda para ser planejado e construído em seu plano de vida, as cidades é um ambiente propício para o seu desenvolvimento.
Desvantagens: As cidades nesta dinamicidade toda pode se tornar parte de uma rotina exaustiva em que a correria possa gerar muito Stress, ansiedade, problemas de comunicação e até mesmo depressão nestes jovens que apenas estão começando a trilhar seus caminhos.

Aluna: Carolina Jürgensen Gonçalves.

Carolina Jürgensen Gonçal

Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Claudia em Ter Maio 02, 2017 10:02 pm

Como já foi dito em algumas respostas, o local onde o jovem se encontra depende muito de qual grupo de jovens ( em questão socioeconômica, seus vínculos de amizade, etc) estamos referindo.

Para os mais humildes, podemos encontrá-los mais frequentemente em locais públicos, tais como: praça, parque, rua...; pois o intuito de andar na cidade é de se relacionar com seus amigos (ou semelhante).
Já os mais abastados, podemos vê-los em lojas e shoppings, nos locais meio público , meio privado; pois estes há mais costume de consumir do que o grupo citado no item anterior, não que não os encontramos em locais públicos.
Porém nos dois grupos citados, dentro destes há também os jovens que não possuem vínculos sociais bons, ou são inexistentes. Este terceiro grupo tende a permanecer em locais privados, como casa e condomínio, pois não se sentem bem em local onde haja várias pessoas, sentem-se pressionadas em público.

As cidades trazem aos jovens, em questão de vantagem: locais onde possa se relacionar, lojas com produtos voltados aos jovens, "cursos" ( esportes, música, teatro...), etc. Em questão de desvantagem/obstáculos: para ir nos locais privados (ou às vezes nos locais públicos) precisa de um transporte, dependendo dos casos precisa de um adulto o qual possa levar até o lugar; impõe padrões para gostos e costumes; abusa de impulsos de consumo presente neles, etc.

Claudia

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Guilherme Gonzalo em Ter Maio 02, 2017 10:03 pm

Devido a grande desigualdade social de grandes cidades como São Paulo, o jovem vivencia grande segregação em relação aos espaços que frequentam. Existem diversos espaços públicos em que jovens de origem humilde não podem ir ou não se sentem bem vindos, enquanto que em certos espaços privados como empresas, são frequentados apenas por jovens que conseguiram uma oportunidade de trabalho.

Guilherme Gonzalo

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Soraia Noronha em Ter Maio 02, 2017 10:07 pm

Diferentes tipos de jovens encontram-se em diferentes tipos de espaços, sendo eles públicos ou privados. Com o aumento do poder aquisitivo, a realização de encontros em lugares privados se tornou mais frequente do que no passado. Os shoppings centers e os bares acabam por ser lugares de maior presença de jovens por serem mais acessíveis e atingirem os maiores interesse dessa faixa etária. Alguns empecilhos que os jovens enfrentam na frequentação de espaços é por vezes o preconceito da classe alta, que antes possuía "controle" quase total desses espaços. Já as vantagens seriam uma maior democracia espacial, por proporcionar uma melhor homogeneização entre as diferentes camadas da sociedade.

Soraia Noronha

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por ViRoqueMMX em Ter Maio 02, 2017 10:15 pm

De uma forma mais generalizada, os jovens tendem a se concentrarem mais em escolas/universidades (analogamente, adultos se concentrar mais em suas respectivas áreas de trabalho) e lugares onde se tem lazer (tais como shoppings). Não é adequado fazer uma generalização quanto ao lazer, visto que cada um tem seus gostos/interesses, ainda que haja a tendência de determinados lugares terem uma maior concentração/número de jovens. Não existem muitas barreiras entre o público e o privado além da questão financeira (aqueles com menos dinheiro ou mais "conservadores" com o dinheiro frequentam lugares privados com menor frequência). Talvez não se haja uma definição concreta sobre o que e a cidade, talvez pelos seus diversos aspectos positivos e negativos, e também suas "facas de dois gumes".

ViRoqueMMX

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Anderson Pereira Barbosa em Ter Maio 02, 2017 10:28 pm

Na questão dos espaços onde são encontrados, me vem à cabeça a pergunta "quais jovens?".
Claro que a classe social, na maioria dos casos, é um fator altamente determinante para determinar o espaço, porém essa ideia fica muito abrangente.
Dentro dos espaços públicos/privados existem uma gama grande de espaços que oferecem atividades distintas que atraem públicos distintos. Por exemplo, alguém que gosta de música pode frequentar os bares da Vila Madalena ou um bar com música ao vivo em um bairro da periferia, ou quem gosta de futebol, pode jogar na quadra de um clube ou na quadra pública construída no terreno baldio no fim da rua. Não só a classe social, mas o gosto dos jovens influenciam nos lugares que eles decidem frequentar, e como a sociedade apresenta um gosto cada vez mais diversificado, fica difícil mapear um lugar específico em que o jovem frequenta.
Porém, podemos fazer algumas ressalvas: assim como existem muitos gostos, existem muitos estilos de filme, e a indústria cinematográfica aparenta atrair muito a atenção dos jovens, que frequentemente podem ser encontrados nos espaços que possuem salas de cinema (geralmente, shoppings). Porém, não se encontra jovens de diferentes classes sociais frequentando o mesmo cinema. Então mesmo atraindo bem o público jovem, numa visão mais generalista, ainda existe a distinção social bastante presente em relação à localidade do cinema.

A visão do jovem pela sociedade é do jovem como estudante, alguém que só estuda, alguém que, mesmo provando seu intelecto, sua capacidade, ainda é visto como ingênuo pelos mais velhos.
Isso pode acabar criando a ilusão da meritocracia, afinal, todo só estudam, então possuem chances iguais, não? O problema é que a qualidade do ensino não é a mesma para todos, mesmo em escolas particulares, uma sempre se destaca em relação à outra. E nas escolas públicas é ainda pior: além da disparidade da qualidade de ensino em relação às particulares, assim como em relação às outras públicas, alguns jovens são obrigado a ter uma jornada dupla: ensino e trabalho (muitas vezes informal), e às vezes abre mão de um em benefício ao outro.
Um outro problema dessa visão dos jovens é que o mercado acaba sendo cruel: exigem experiência, e dificilmente dão oportunidade para alguém sem experiência no mercado, mesmo o jovem tendo se formado em um curso profissionalizante de qualidade ou, até, mesmo um superior.

Anderson Pereira Barbosa

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O jovem na cidade

Mensagem por SamuelCaetité em Ter Maio 02, 2017 10:41 pm

A presença dos jovens nos ambientes físicos atualmente é bastante fluida, pois eles não se contentam em ocupar apenas um tipo de ambiente. Hoje, os jovens se encontram tanto nos ambientes públicos, quanto nos privados; eles participam de movimentos sociais, empreendem, transformam ideias em startups, participam de trabalhos voluntários, se reúnem nos mais variados espaços de lazer com os mais diversos propósitos, enfim, os jovens estão por todo lugar. Desse modo, é inviável (pelo menos, numa análise não tanto aprofundada) dimensionar em qual desses dois tipos de ambientes está presente um maior número de jovens, pois, devido à dinâmica relação que eles têm com os espaços físicos, ora haverá uma maior concentração de jovens nos espaços públicos, ora nos privados. As cidades oferecem a infraestrutura para que o jovem possa manifestar todas essas, já que nela estão dispostos os ambientes físicos no qual se encontram os jovens (empresas, parques, shoppings, ruas, entre outros). Sendo assim, é possível dizer que as cidades se comportam como o palco que suporta esse espetáculo protagonizado pelos jovens.

SamuelCaetité

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por MaviMacedo em Ter Maio 02, 2017 10:57 pm

Definir o local em que o jovem se encontra na cidade é o mesmo que definir o próprio jovem, coloca-lo na caixinha, e ambos não devem ser feitos. A melhor coisa da juventude é poder viver, experimentar e pensar de diversas formas e mudar de ideia várias vezes, e frequentar diversos e diferentes lugares é essencial para que isso aconteça.

MaviMacedo

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Ana Magalhães em Ter Maio 02, 2017 10:58 pm

O jovem está mais presente nos espaços privados como bares e shoppings, apesar de também frequentar locais públicos cpmo parques e museus. A cidade permite ao jovem uma maior liberdade de expressão e um maior contato com diferentes culturas e opiniões, mas também os coloca em situações de pressão e stress a partir da escassez de qualidade no ensino público e na dificuldade de ascensão no mercado de trabalho.

Ana Magalhães

Mensagens : 2
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Gabriela Nardin em Ter Maio 02, 2017 11:05 pm

O jovem contemporâneo é visto, normalmente, alternando entre o meio público e o privado, assim estabelecer a maior concentração de jovens é vaga, uma vez que existe uma variação conforme a personalidade, as amizades, a renda e a cultura na qual o jovem foi exposto. Apesar das vantagens proporcionadas pela cidade, como a independência causada pelo transporte, seja por público ou particular, o número de locais nos quais os jovens podem se reunir, e a grande tecnologia disponível para se ter uma comunicação, a qual possibilita a praticidade de encontros, temos que considerar as desvantagens causadas pela falta de segurança, pela eminência do perigo explícito e noticiado nos jornais, que os torna receosos ao se tratar do livre direito de ir e vir.

Gabriela Nardin

Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Julia Leriam em Ter Maio 02, 2017 11:49 pm

O jovem é visto em diferentes locais da cidade que são, em geral, determinados de acordo com sua classe social. Os jovens de classe média a alta são, frequentemente encontrados em escolas privada, enquanto os de classe baixa são vistos em escolas públicas; porém, devido a falta de estrutura de grande parte destas escolas, este panorama muda na faculdade, já que a maioria dos ingressantes em universidades públicas estudou em colégios privados e, consequentemente possuem um poder aquisitivo relativamente maior. Além disso, estes jovens costumam frequentar lugares como shoppings, onde, geralmente, se tem algum tipo de gasto, enquanto aqueles, de menor poder aquisitivo, costumam procurar lugares onde não é necessário gastar dinheiro, como parques, por exemplo. Hoje, a cidade oferece muitas oportunidades de lazer para os jovens, o que faz com que eles possam a aproveitá-la mais, entretanto há um grande obstáculo, a violência, cujos índices aumentam cada vez mais.

Julia Leriam

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por AnnaCouto em Ter Maio 02, 2017 11:50 pm

Resposta da Thayan Venturini, que não conseguiu acessar o site.

O jovem de hoje vive um momento dialético, existe sim a possibilidade de acessar ambiente antes imagináveis, porém a distinção social se fortalece criando barreiras invisíveis para tal circulação.
A relação do jovem com a cidade depende de inúmeros fatores, entre eles renda, classe social, cor, educação, etc .. Essas distinções são bolhas das quais a sociedade desfruta para criar padrões e conceitos que são aceitos sem serem questionados.

Os jovens sofre com as inúmeras barreiras sociais causadas pela própria construção da sociedade. Por exemplo o jovem pobre que muitas vezes e livre, pela constituição, para acessar ambientes como shoppings, parques, porém quando ele se encontra nesse recito acaba se sentindo deslocado diante de uma realidade que se torna totalmente diferente do comum, muitas vezes sendo até constrangido.

O mesmo pode acontecer com o jovem rico, que por sua vez se vê acuado de entrar em uma favela quando o seu gps resolve o melhor caminho.

De toda forma, a sociedade atual permite que o jovem circule entre vários ambientes, porém isso depende muito de cada ser e de sua criação individual, além do modo de encarar a sociedade e as barreiras a quais ela cria.

AnnaCouto

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Lelis em Ter Maio 02, 2017 11:59 pm

O jovem na cidade ocupa em sua grande maioria os espaços publicos como a Avenida Paulista,parque do ibirapuera,etc.Ao adicionarmos o fator classe social,pode-se perceber que os com uma renda mais elevada ainda frequentam os espaços publicos mas dão preferencia a espaços privados como shoppings,boates,bares,etc.Em relação a dificuldades a maior se da pelo transporte,devido a inexistencia de transporte publico em certas areas e horarios como por exemplo de madrugada,o que acaba afastando esse jovem de varios locais destinados ao lazer.

Lelis

Mensagens : 1
Data de inscrição : 25/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Pedro Del Vecchio em Ter Maio 02, 2017 11:59 pm

Onde encontrar os jovens?
Se pensarmos nas atividades do dia a dia de um jovem, logo nos vem à mente as escolas, universidades ou lugar de trabalho. E, se publicos ou privados esses espaço, dependera da condição financeira do jovem em questão.
De maneira diferente, se pensarmos nas atividades de lazer que geralmente ocorrem nos fins de semana, o que surge são os bares e as baladas. Isto é curioso pois lugares como estes, muitas vezes, nao se adequam à sua faixa etária. Já neste caso, os ambientes estão mais restritos ao âmbito privado, o que se torna um obstáculo para o lazer daqueles jovens sem poder aquisitivo.

Pedro Del Vecchio

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Luana de Moura em Qua Maio 03, 2017 12:01 am

O jovem nesta sociedade contemporânea é segregado pelos mais diversos motivos, e essas segregações, principalmente as de classe, resultam em diversos comportamentos em diferentes classes e tribos. Mesmos havendo enormes diferenças na realidade de cada um, uma coisa é certa, o jovem transita entre o meio privado e o público independente de suas segregações, a diferença é a frequência e preferencia de determinados espaços; visto que os espaços privados são normalmente locais de incentivo ao consumo, locais para a reafirmação dos signos que circulam regularmente por nós e há uma presença maior do teatro social. Enquanto os locais públicos estão mais ligados a liberdade em todos os seus aspectos, devido a fácil circulação de diversas pessoas, independente de classes sociais.

Luana de Moura

Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Jessica Alves em Qua Maio 03, 2017 12:17 am

O jovem encontra-se hoje em dia em suavgranfe maioria em espaços privados, como escolas?, shoppings, sua própria residência e por ai vai. Acredito que pode-se encontrar muitos adolescentes em transporte públicos, sendo assim, quando frequenta lugares públicos é porque esta utilizando o meio de transporte.
Como o meio de locomoçao já foi citado devo dizer que este é um meio em que a cidade dá liberdade ao jovem. A liberdade de ir e vir sem ser barrado. Entre outros, as cidades grandes favorecem as interações socioculturais entre as pessoas, maiores oportunidades e melhores condições de vida/estudo/expressão. Tudo isso controbui para o desenvolvimento de um jovem adaptado a modernidade. Em contra partida, a mesma cidade que lhe favorece isso exige dele um preparo maior.

Jessica Alves

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Amanda Moreira em Qua Maio 03, 2017 12:17 am

(Repostando pq acho q o q eu enviei não foi)
O jovem, sendo de qualquer idade ou classe social procura entretenimento, este que deve estar integrado a seu meio social e a sua "tribo. Porém é muito mais difícil para um jovem de classe média-baixa encontrar entretenimento barato e de boa qualidade, visto que shows e teatros geralmente são caros e até mesmo o popular cinema está perdendo a sua popularidade, devido ao valor, que mesmo sendo relativamente baixo, acaba tornando-se supérfluo. Uma prova do avido interesse por diversão, pode ser a série de shows de artistas populares na mídia que houveram em SBC de graça, esses shows lotaram e causaram trânsito, pois o entretenimento é tão pouco que qualquer chance é agarrada. Em comparação, os jovens abastados tem condições de escolher para onde e como vão. Em suma, a juventude procura divertir-de como possível.

Amanda Moreira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 02/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por laisnagano em Qua Maio 03, 2017 12:22 am

O jovem, atualmente, vivência a cidade de inúmeras formas, o que difere de acordo com seus gostos e costumes. No século XXI, percebe-se as cidades oferecem uma quantidade maior de informações o que pode ser algo positivo, visto que assim ele tem a oportunidade de conhecer diversas formas de pensar e agir e dessa forma aderir aquilo que acha mais plausível. No entanto, as cidades para os jovens, também pode representar uma forma de opressão, cujo indivíduo está submetido ao olhar crítico da população.

laisnagano

Mensagens : 1
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Guilherme O Goularte em Ter Maio 09, 2017 2:13 pm

O jovem interage com a cidade e os espaços públicos em geral de forma a procurar ou ressaltar sua identidade enquanto ser social. Isso é, ao chegar a essa idade o jovem passa a deixar definitivamente a companhia dos pais e sai em busca de sua própria independência e individualidade, geralmente representada na figura de pessoas e locais característicos às tribos com as quais se identifica, sendo por gostos musicais semelhantes, posicionamentos políticos, atividades favoritas ou sonhos em comum. Sendo assim, o jovem frequentará exatamente os locais definidos pela noção massificada com o qual se identifica, por exemplo jovens que se identificam com as situações vivenciadas nas regiões de periferia ou comunidades carentes tenderá a frequentar aqueles espaços, ainda que haja uma disparidade no poder aquisitivo, que até então seria a fator mais relevante quando se define a localização do indivíduo na cidade, entre os membros dessas comunidades e o jovem em questão, sendo que a reciproca é verdadeira - basta retomar o caso dos "Rolezinhos" ocorridos a alguns anos nas cidades brasileiras. Em síntese, as divergências sociais, culturais e econômicas são um fator decisivo para a localização do jovem na cidade, porém não superam a busca do jovem pela autoafirmação, baseada em parte pelas ideias de liberdade e pluralismo transmitidas pelos movimentos identitários no alvorecer da era digital, porém baseado em maior escala pela rejeição de um passado submisso às ordens dos familiares e suas tradições advindas de um tempo desconhecido para essa nova geração e que, por consequência, está vinculada a normas ainda sem sentido. O jovem vive onde ele mais consegue fingir ser livre, tal como dizia Renato Russo "E tudo que eu mais queria era provar pra todo mundo que eu não precisava provar nada pra ninguém".

Guilherme O Goularte

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Liliane da Silva em Ter Maio 09, 2017 4:44 pm

O jovem vivencia a cidade desfrutando de lugares em sua maioria públicos. As vantagens que ele encontra são o acesso fácil ao entretenimento, a cultura e à arte e a possibilidade de se inserir na dinâmica da cidade. As desvantagens encontradas são o ritmo acelerado da cidade, que exige muito dos jovens, e alguns problemas estruturais, tal como a deficiência do transporte coletivo público.

Liliane da Silva

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Síntese do 1o fórum

Mensagem por Admin em Ter Maio 09, 2017 5:47 pm

Síntese da minha leitura sobre as respostas de vocês.
Observa-se forte presença do jovem na cidade, sobretudo nos espaços públicos. Os jovens não se restringem apenas ao ambiente escolar, mas também participam do mercado de trabalho e dos movimentos sociais. O jovem é um motor cultural e social, pois questiona dogmas e busca por novos espaços. Sua atuação é fundamental para ocorrerem mudanças na estrutura social e observa-se um aumento na sua participação política. Apesar das políticas públicas falharem com os jovens, a cidade oferece condições para eles se expressarem e se inserirem em grupos. A exemplo disso, jovens de diferentes grupos sociais podem se encontrar e se relacionar nos espaços urbanos. A cidade oferece contato com a diversidade cultural, social e econômica.
Em termos gerais, jovens com maior poder aquisitivo podem ser vistos com mais frequência em lugares privados do que em espaços públicos e vice-versa. No entanto, os interesses pessoais influenciam os locais que os jovens frequentam. Não é só a classe social que define onde os jovens são vistos, mas o gosto e as preferências pessoais definem as suas escolhas. Ainda que a cidade permita muitos encontros e descobertas, a distinção social está presente no espaço urbano. Nas periferias, é comum que os jovens não tenham acesso nem aos locais públicos nem aos privados, estando restritos aos espaços domésticos.
O jovem tem acesso a uma grande quantidade de informações e redes sociais e, também, dispõe de muita tecnologia. No entanto, muitas vezes, o jovem se atém ao mundo virtual para fazer seus questionamentos, onde sente mais liberdade para opinar e se relacionar.
O jovem enfrenta problemas como preconceito, violência, isolamento e desigualdade social na cidade. Ela pode ser um ambiente duvidoso e instável, levando a um desconforto e sentimento de opressão. O jovem está sujeito a riscos, insegurança, má qualidade dos serviços, individualismo e competição excessiva. As camadas mais populares estão mais sujeitas à discriminação ou à opressão e a cidade oferece menos oportunidades para os jovens mais excluídos socialmente. Outras desvantagens do modo de vida urbano são exaustão, stress, ansiedade e depressão.
A cidade é segmentada e estabelece clivagens e distinções às quais o jovem deve se adaptar. Nota-se, entre as classes mais privilegiadas, o desejo de controlar os espaços urbanos. Os grupos de jovens que dispõem de mais recursos financeiros se cercam e se isolam, buscando exclusividade. Por sua vez, os que dispõem de menos recursos desejam ser incluídos e diminuir a sua desvantagem social. A própria mobilidade do jovem pela cidade é condicionada pelos recursos de que dispõem. Embora a segregação seja um obstáculo, ao mesmo tempo a cidade proporciona liberdade de expressão para o jovem, pois oferece dinamismo e oportunidades.
A juventude é plural, mas suas manifestações são represadas na cidade. Locais como a Avenida Paulista, a Rua Augusta e a Praça Roosevelt são pontos onde há grande presença de jovens, possibilitando a expressão da diversidade dos grupos juvenis.

Admin
Admin

Mensagens : 5
Data de inscrição : 18/04/2017

Ver perfil do usuário http://acho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Larissa Gabriella A Silva em Ter Jun 27, 2017 2:23 pm

O jovem normalmente é visto em espaços privados, como shoppings, cinemas... A cidade de São Paulo, especificamente, proporciona muitas opções de lazer gratuitos como shows e exposições de arte para o público jovem, além de ter muitos parques e centros culturais. No entanto, o transporte público para chegar a esses locais é muito lotado e, os rodoviários em especial, demoram muito por causa do transito.

Larissa Gabriella A Silva

Mensagens : 3
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O jovem na cidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum